Rolê, 2010

TRABALHOS

Madeira compensada, lixa, eixos e rodas de skate 160 x 160 x 12 cm.
Com capacidade para suportar até dez adultos, a estrutura pode girar muito rapidamente, sem sair do lugar. Ao girar as pessoas tem que dar apoio umas às outras, para se equilibrarem e vencerem a força centrífuga. Desta forma o trabalho cria uma pequena e efêmera comunidade que partilha uma forte experiência corporal.
A expressão “rolê” é utilizada por skatistas ao se referirem à uma pequena volta de skate.
A escultura Rolê é o casamento do skate com o gira-gira.

role02 role04 role03 role01